ONDE ESTÁ A CRISE?

ONDE ESTÁ A CRISE?

 

O que nos gera um momento de crise? Política? Economia? Legislação? Mudança de mercado? Constantemente buscamos justificativas para as crises que passamos. É como se nos confortássemos ao saber (ou pelo menos buscarmos saber) o motivo pelo qual estamos vivenciando o momento de dificuldade e, quem sabe ali, estivessem as respostas para tantos questionamentos.
Em muitas análises de empresas que tenho realizado, o que tem motivado a crise são questões internas à organização e não externas como comumente se visualiza. Os árduos desafios encontrados no dia a dia nos deixam cansados e devido a essa “fadiga” acabamos inertes à várias atitudes necessárias para superação dos desafios. Não são grandes ações que provocam resultados e sim a constância de pequenas ações.
Há quem fique à procura de soluções mágicas, mas o que realmente gera resultado é atitude. Mas além da atitude é importante a disciplina. Segundo o técnico de vôlei Bernadinho, “a ponte que liga o seu sonho ao sucesso chama-se disciplina”. A estrutura operacional, muitas vezes enxuta, faz com que os gestores precisem assumir várias atividades gerando assim a dificuldade de se ter disciplina. O exercício que precisamos fazer para manter o foco é responder a algumas perguntas: realmente só eu posso fazer esta atividade? Esta atividade gera algum impacto de desenvolvimento de minha empresa?
E depois de refletir, chega a hora da ação. Numa listagem básica, enumero algumas atitudes que fazem de você mais que empresário, formam um empreendedor.
 Planeje seu dia e busque colocar em ordem de importância. O que não conseguir realizar no dia de hoje, insira no dia de amanhã. Valorize o que conseguiu realizar e não o que não foi realizado. Mais que motivacional, isso significa foco e persistência.

 Planeje ações possíveis de serem realizadas. Busque ações que estejam ao seu alcance (de acordo com sua estrutura operacional e financeira) e não ações que podem ser ótimas, mas totalmente fora de sua atual realidade. Lembre-se que pode ocorrer a situação em que o ótimo pode ser inimigo do bom – mas não faça desse discurso um apoio para o mais ou menos. Seja realista, mas mantenha-se no foco da excelência.

 Busque apoio de profissionais (consultores) e ou instituições (Sindicatos, Associações, sistema S) que lhe auxiliem na visão de possibilidades. Por estar dentro do processo, nem sempre conseguimos visualizar com facilidade todas as possibilidades disponíveis.
Faça o teste e avalie sua gestão de crises:

AÇÕES

SIM

NÃO

1 Você possui planejamento de ações que impactam no crescimento e desenvolvimento de sua empresa?
2 Você tem feito ações que impactam no desenvolvimento de sua empresa?
3 Possui plano de metas?
4 Realiza comparativos periodicamente (mensais ou anuais) de seus indicadores (Vendas, ticket médio, fluxo de clientes, lucratividade)?
5 Realiza capacitações e ou consultorias com sua equipe para melhorias e aperfeiçoamento (mínimo de 2 vezes por ano)?
6 Acompanha os indicadores de produtividade de sua equipe e busca melhoria de performance?
7 Participa de palestras, feiras, seminários, congressos ou eventos em geral que apresentam informações relevantes para o seu negócio?
8 Possui sistema de meritocracia com sua equipe?
9 Realiza alguma inovação em produto e ou serviço mensalmente?
10 Utiliza de meios digitais (e-commerce, redes sociais e demais ferramentas digitais) para divulgação e ou comercialização de produtos e ou serviços?

Avalie sua performance através do número de respostas positivas (SIM):
De 0 a 4: A crise é mais interna à sua empresa do que devido ao mercado. Dê maior atenção ao seu negócio!!!
De 5 a 7: ATENÇÃO! Atente às informações externas (mercado), mas seu negócio também merece atenção!
De 8 a 10: Parabéns!! Os desafios existem, mas você está forte o suficiente para enfrentá-los!

Temos duas grandes certezas na vida, sendo que uma delas é a morte e a outra é que iremos passar por algum momento de crise independente do âmbito que a mesma seja. Nada na vida é tão constante quanto as mudanças. Precisamos nos fortalecer para estarmos preparados para superar os desafios que certamente viveremos – não é uma questão de “se o desafio chegar”, mas sim “quando ele vai chegar”. Desejo que seu preparo seja sempre maior que os futuros desafios! Te vejo no caminho do sucesso!

 

***Emerson Amaral, presidente do Instituto de Desenvolvimento das Empresas de Alimentação (Ideal)

Share

Ideal Consult

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *